novidades e outras coisas

Posts tagged ‘vida selvagem’

Perigos de quem anda sozinho pela noite…

De vez em quando, alguém teima em me recordar como é perigosa e selvagem a vida em certos recantos deste país, supostamente civilizado.

 

Sempre bem documentado com detalhes macabros e fotográficos, confirma que por aí andam lobos maus e outras criaturas sinistras da noite a comer inocentes bambis, tal qual os vampiros e lobisomens dos best-sellers e blockbusters que a nossa cultura urbana de centro comercial nos oferece para descarga de adrenalina e fantasia onírica.

Illustration of Wolf Approaching Little Red Riding Hood

E diz que o fazem para cevar a fome duma prole desejosa de sangue e carne, e deste modo garantir a perpetuidade destas espécies que se alimentam de outros seres vivos.

Nesta altura dos fogos de Verão, quando andamos iludidos pelo marketing que nos leva a confundir floresta com monoculturas industriais de pinheiro-bravo e eucalipto, é bom que prestemos atenção à “Natureza bem viva, selvagem, que apesar de raramente podermos observar encontra-se ainda bastante preservada no nosso país. Acreditem. Basta olhar para as imagens…

Ok...Espero que todos gostem deles tostado por fora e rosadinhos no meio.

Ok…Espero que todos gostem deles tostados por fora e rosadinhos no meio.

 

Anúncios

“Condenado à morte em fuga capturado no Minho”-notícia de última hora

Há notícias que irrompem no fluir noticioso dos media e nos fazem sentar, pensar, o olhar preso a uma esquina azul do horizonte. Aqui está uma história de quem já estava no “corredor da morte”, provavelmente a poucas horas de conhecer o seu carrasco, mas consegue iludir os guardas e, literalmente, saltar a cerca fugindo para a floresta.

Estas histórias normalmente acabam mal, a desproporção de meios entre perseguidores e perseguidos é enorme, as pessoas são influenciadas pelos media e denunciam qualquer estranho em fuga que surpreendam nas traseiras de casa.

O foragido é sempre visto como uma besta sanguinária e um perigo para a comunidade. Não é o caso, ainda que tenha todo o direito de, na luta pela liberdade e pela vida, usar da violência.

registros-de-touradas

O drama maior desta fuga é bem a imagem dos problemas que afligem a Humanidade, desde o sec.XX, principalmente: o mundo encolheu, deixaram de haver os grandes espaços selvagens para onde um foragido à justiça, à sociedade ou aos seus próprios demónios possa escapar e seguir vivendo.

Tomo nota, também, como a sociedade é indiferente aos verdadeiros dramas, tratando-os como uma tourada, quando qualquer cão ou gato abandonado na rua tem direito a campanhas de lágrima no olho nas páginas do facebook. (ACTUALIZAÇÃO em 18-05-13: página do Facebook  Touros em Fuga dedicada aos dois foragidos)

Hoje, “o mais perigoso” dos membros da alegada quadrilha (uma invenção dos media, diga-se) foi detido por populares, que não tendo coragem de o pegar de caras, dominaram-no com cordas. Um dia destes, os corajosos cidadãos que colaboraram com a justiça irão festejar o feito comendo um bom bife, certamente. Mal passado, se calhar.

O mundo é mesmo um lugar perigoso para andar por aí…

1368370267_466902_1368370342_noticia_normal

coisas de bicho do mato

Mais duma vez, nas minhas caminhadas por serras e matas, tenho ouvido o ladrar de cão em locais onde o pobre animal só pode andar perdido (porque muito longe de casa), pensava eu. Cão de pastor não é, porque nem sinais de rebanho, nem cão de guarda ladra assim. Menos ainda cão de caça.

Até, recentemente, visitar este site. Mais concretamente aqui, onde voltei a ouvir o tal cão…

Por falar em cão, uma vez julguei descobrir pegadas de lobo nas margens do Lima. Enviei as fotos ao Miguel Barbosa do Fauna Ibérica que, sem me conhecer de lado algum, tirou-me a ilusão e deu-se à maçada de me explicar as diferenças entre a pegada dum cão da dum lobo.

 

São sites assim que fazem valer a pena surfar na Net.

“onde está o lobo mau?”

Em Trás-os-Montes, região do país onde o Homem convive com o lobo desde tempos ancestrais, é que não…(in Fauna Ibérica)

” Primavera, não tardes…”

Nas terras altas a paisagem adquire contornos de grande beleza contudo, para a maioria da fauna Ibérica, são dias difíceis na luta pela sobrevivência. (in Fauna Ibérica)

quem tem medo do lobo mau?

Na fronteira entre os Distritos de Aveiro e Viseu existe uma paisagem de cumes arredondados e despidos de vegetação a perder de vista. Por aqui escondem-se aldeias abandonadas, cursos de águas límpidas e fragas imponentes. (in Fauna Ibérica)

"Cumes isolados, vales profundos e inacessíveis e a existência de efectivos de gado caprino permitem a sobrevivência do Lobo-ibérico (Canis lupus signatus), a cerca de quarenta quilómetros em linha recta do Grande Porto, em pleno século XXI"

"Cumes isolados, vales profundos e inacessíveis e a existência de efectivos de gado caprino permitem a sobrevivência do Lobo-ibérico (Canis lupus signatus), a cerca de quarenta quilómetros em linha recta do Grande Porto, em pleno século XXI"

apelo

Apelo também às entidades portuguesas, nomeadamente ao Ministério do Meio Ambiente, Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional e ao Instituto da Conservação da Natureza e Biodiversidade para que não poupem esforços e recursos na salvação da águia-real no único parque nacional português: esse seria um óptimo investimento no futuro do país…  (in Fauna Ibérica)

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: