novidades e outras coisas

Posts tagged ‘lobo’

lobo mau

 

 

A foto acima (retirada do Fauna Ibérica) é assombrosa.

Todo o estereotipo contra o lobo pode encontrar fundamentação nesta imagem (substitua-se o bambi pelo carneirinho branco, pela Capuchinho Vermelho ou pelos 3 porquinhos).

Mas o contexto é outro:

A cabeça de cria de Veado (Cervus elaphus) que transporta entre as presas e o abdómen bastante dilatado que se pode ver na imagem são sinais de uma refeição faustosa. Não para si mas para as suas crias…
Uma vez chegado ao vale as crias irão rodeá-lo, lambendo-lhe o focinho. Num gesto repetido desde há milénios ele irá regurgitar o que ingeriu minutos antes e será o produto dessa regurgitação e a cabeça de veado que irão alimentar a nova geração de lobos portugueses.” (in Fauna Ibérica)
E esta é a narrativa da vida.

 

Anúncios

coisas de bicho do mato

Mais duma vez, nas minhas caminhadas por serras e matas, tenho ouvido o ladrar de cão em locais onde o pobre animal só pode andar perdido (porque muito longe de casa), pensava eu. Cão de pastor não é, porque nem sinais de rebanho, nem cão de guarda ladra assim. Menos ainda cão de caça.

Até, recentemente, visitar este site. Mais concretamente aqui, onde voltei a ouvir o tal cão…

Por falar em cão, uma vez julguei descobrir pegadas de lobo nas margens do Lima. Enviei as fotos ao Miguel Barbosa do Fauna Ibérica que, sem me conhecer de lado algum, tirou-me a ilusão e deu-se à maçada de me explicar as diferenças entre a pegada dum cão da dum lobo.

 

São sites assim que fazem valer a pena surfar na Net.

“onde está o lobo mau?”

Em Trás-os-Montes, região do país onde o Homem convive com o lobo desde tempos ancestrais, é que não…(in Fauna Ibérica)

quem tem medo do lobo mau?

Na fronteira entre os Distritos de Aveiro e Viseu existe uma paisagem de cumes arredondados e despidos de vegetação a perder de vista. Por aqui escondem-se aldeias abandonadas, cursos de águas límpidas e fragas imponentes. (in Fauna Ibérica)

"Cumes isolados, vales profundos e inacessíveis e a existência de efectivos de gado caprino permitem a sobrevivência do Lobo-ibérico (Canis lupus signatus), a cerca de quarenta quilómetros em linha recta do Grande Porto, em pleno século XXI"

"Cumes isolados, vales profundos e inacessíveis e a existência de efectivos de gado caprino permitem a sobrevivência do Lobo-ibérico (Canis lupus signatus), a cerca de quarenta quilómetros em linha recta do Grande Porto, em pleno século XXI"

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: