novidades e outras coisas

Posts tagged ‘eleições’

Imagem

habemus papam

habemus papa

Anúncios

“oh, Portugal, se fosses apenas…”

Para um ano eleitoral tão intenso como o de 2009, o debate ideológico, até agora, tem sido nulo. Entre os dois partidos do Poder, as questões sucedem-se sobre detalhes técnicos (tipo: “subir impostos?” “avançar com as grandes obras públicas?”), sobre o perfil dos líderes (se é mentiroso, se tem ou não projecção) e, mais recentemente, escândalos em potência, cabalas (freeport, claro). Pouca coisa, dir-se-á. Alguém falou em esquerdadireita?

bandeira-portugal1

(mais…)

eleições livres em Angola

Existe uma vontade muito grande em fazer acreditar que foram eleições livres. Obviamente, não foram. Mas o pragmatismo dirá que são as eleições livres possíveis para um país com a história de Angola. E com o regime que tem. Acima de tudo, foi um momento propício à violência que não aconteceu, dando lugar às campanhas e comícios. Esse é o maior sinal de mudança.

Com o tempo, uma geração criada em regime ditadorial e corrupto pode evoluir gradualmente para um regime onde se realizam eleições, possa-se votar em alternativas de governo, crie-se o hábito de discutir políticas. E etc.

Devagar, devagarinho…

mugabe

Deve ser algo frustrante, para quem governe um país sem qualquer prurido democrático, aperceber-se de que os seus legisladores deixaram algumas pontas soltas na malha do regime autoritário.

“si un second tour n’a pas lieu ou ne peut pas être tenu dans les 21 jours” suivant le premier scrutin, “l’article 3 (1) (b) de la Loi électorale stipule que le candidat ayant obtenu une majorité simple des suffrages sera le président dûment élu”.

No caso de Mugabe, as responsabilidades também são suas já que deu demasiada confiança, a opositores internos e a críticos externos (mesmo que amigos), que agora se arrogam a dar opinião sobre os assuntos da governação. (mais…)

prevenindo o futuro…

Segundo o novo diploma, os resultados eleitorais podem ser publicados 15 dias a seguir ao fecho das urnas. A lei actual já previa 10 dias de atraso na publicação dos resultados. (in Público)

O que até compreensível, dada a falta de experiência. Até porque levaram tantos anos para marcar uma data, não vá alguma coisa correr mal, não é mesmo?

 

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: