novidades e outras coisas

Posts tagged ‘egipto’

a maldição da múmia

Sem dúvida, o terror é sempre uma arma poderosa para dissuadir as pessoas de saírem à rua em protesto pacífico. E tem a vantagem de convencer os mais timoratos (no fundo, a esmagadora maioria de todos nós) de que antes até se estava melhor. Principalmente se o braço armado do Estado (não interessa se ao serviço do Povo se da Nação) reaparecer quando a violência já tiver destruído a espontaneidade e as ilusões: aí, a segurança e a paz voltarão a ser valores mais altos do que a liberdade e a mudança.

Pode ser que o vírus da liberdade seja contagioso, mas os anti-vírus também. Nunca damos valor suficiente ao benefício social da expressão de ideias contrárias ou, simplesmente, diferentes. Nós, os que vivemos em sociedades democráticas. Talvez não seja dos vírus, mas das bactérias.

 

quem dera que dê certo

Curiosas cumplicidades (mais esta) quando caem ou tremem as ditaduras. Esbatem-se ideologias e ódios frente aos negócios, aos interesses comuns, à comum maneira de gerir países como um assunto de família. Nada disto é novo; os mesmos erros, a mesma canalhice, o mesmo sentido de oportunidade. E não têm razão aqueles que justificam ajudas económica e outras, confrontados com uma opinião pública atenta ao cadastro dos regimes: “Se não formos nós, outros hão-de fazê-lo por nós e tirar o proveito”? O pior é que têm essa parte da razão.

Se as ditaduras tremem e recuperam o domínio, passam por um período de nojo internacional, prosseguindo adiante até à próxima crise.

Se caem, é a festa. Mas o desfecho é muito variável: quando os militares se metem na política, uma ditadura pode suceder à outra; o regime deposto pode ter força para conduzir uma campanha terrorista que compromete o futuro; os donos da verdade conduzem campanhas de ódio e perseguição contra toda a manifestação de tolerância e racionalidade; vizinhos incómodos alimentam a destabilização que entendem conveniente; falsos amigos idem.

Por vezes, com alguma ajuda externa e muito bom senso próprio, é possível recomeçar a construção dum país.

 

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: