novidades e outras coisas

onze de março

Há umas rubricas na blogosfera à volta do tema “o mundo é um lugar estranho” onde se expõem perplexidades sobre o “admirável mundo novo”, na maioria das vezes fenómenos que surgem no facebook, youtube  e similares. Fenómenos estranhos é certo, mas antigos e bem conhecidos.

image004

Concordo que há coisas que só acontecem porque vivemos num tempo em que o comum dos cidadãos pode utilizar ao seu critério recursos audiovisuais e divulgá-los num espaço aberto a centenas de milhões de internautas.

Mas o que está por detrás de todos esses fenómenos continuam a ser pessoas como as que sempre houve, pelo menos de há cem mil anos a esta parte. Não sei se isso é motivo de sossego, considerando o impacto que a tecnologia tem nas sociedades humanas: sermos essencialmente os mesmos, ao longo de milhares de gerações.

Atento aos sinais do tempo e procurando acompanhar o ciclo das estações do ano, e apesar de saber que a maioria abomina o Inverno e anseia pelos calor que está para chegar, devo confessar que me animam posts como este:

Este tem sido um Inverno duro no que se refere às condições meteorológicas. No Norte do país tem sido frequentes os nevões em áreas do Interior, assim como os ventos fortes. As fotografias em anexo revelam as dificuldades de mobilidade de raposas e lebres, ou a caída de árvores em trilhos que perturbam o Homem e animais.

É difícil acreditar que dentro de algumas semanas inicia-se a época de reprodução…”

Que é um modo de dizer: “apesar de tudo, a vida continua…” E, já se sabe, onde há vida…

Anúncios

Comentários a: "onze de março" (2)

  1. I know… I know…
    but today maybe it was lovely to have even just one minute meditation on what happened two years ago… But this wasn’t the case! People still like to bla-bla-bla, going round and round again… Oh Pepe, that’s right, life still go on! Take care :-)claudine

    • Olá Claudine,
      esse minuto de meditação de que fala está reduzido a um click do rato no facebook e similares. Para sermos pessimistas. Ou cínicos.
      É o paradoxo do nosso tempo: tanta informação, tanta “partilha”, e uma imensa apatia social.
      Razão tinham os “antigos” quando aconselhavam: “Think globally, act locally”.
      Ou, se quisermos ser optimistas, dizemos como o outro: eppur si muove.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: