novidades e outras coisas

Na derradeira década do passado milénio o Japão ainda tinha intacta a fama de grande potência económica e os Estados Unidos temiam ser dominados pelos gigantes industriais nipónicos. A isso acrescia o duvidoso prestígio da disciplina, rigor e método em todas as áreas e em todos os passos de execução de tarefas.

Na Europa do início do actual milénio, a Alemanha partilha do mesmo prestígio. Ou partilhava. Como se pode ver pelo modo obtuso como impõe austeridade aos seus devedores, arriscando a leva-los ao incumprimento dos pagamentos. Bem sei, pode-se alegar a severa ética protestante, a disciplina prussiana, o rigor do país que inventou a burocracia e desenvolveu o pensamento lógico.

Outro mito, afinal: perante a catástrofe nuclear, o Japão revela a mesma negligência, a mesma parcimónia de administração da verdade, que o mais comum dos países do terceiro mundo; perante a ameaça mortal da bactéria, a Alemanha exibe o reflexo histérico de arranjar bodes expiatórios, a ponto de ter de ser travada pelas instâncias comunitárias, como qualquer país da Europa dos PIGS.

É a crise, afinal.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: