novidades e outras coisas

apologia de sócrates

Na Atenas do sec. IV a.C., Platão apresenta Sócrates como um cidadão que assume o respeito pela Lei ao ponto de recusar a fuga da prisão, onde permanecerá até lhe ser aplicada a pena de morte a que fora condenado: beber um cálice de cicuta. Apesar de não se reconhecer culpado da acusação, o velho mestre entende que desrespeitar as leis da Cidade (que sempre aceitou), quando estas o prejudicam, não seria justo.

Ao contrário, no Portugal do sec.XXI d.C., Sócrates fará o país beber a cicuta até ao fim.

Anúncios

Comentários a: "apologia de sócrates" (2)

  1. Nunca votei nele….não beberei cicuta nenhuma….mas receio que ainda haja quem erga uma estátua ao homem. Estou lixada com isto tudo.

  2. Estamos todos, Virgínia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: