novidades e outras coisas

Archive for Março, 2011

apologia de sócrates

Na Atenas do sec. IV a.C., Platão apresenta Sócrates como um cidadão que assume o respeito pela Lei ao ponto de recusar a fuga da prisão, onde permanecerá até lhe ser aplicada a pena de morte a que fora condenado: beber um cálice de cicuta. Apesar de não se reconhecer culpado da acusação, o velho mestre entende que desrespeitar as leis da Cidade (que sempre aceitou), quando estas o prejudicam, não seria justo.

Ao contrário, no Portugal do sec.XXI d.C., Sócrates fará o país beber a cicuta até ao fim.

a U.P. está de parabéns…

e o Pedro também!

(clicar na imagem para ampliar)

na luta e à rasca para que lhes dêem cavaco

Que uma cantiga (ou um número cómico metido num festival de cantigas) se tornem em bandeiras do descontentamento não é inédito. Nem vale a pena especular significados profundos, a menos que se ignore o ambiente político e social dos últimos anos, ao qual a “crise” internacional só vem agravar acentuar os contornos. Nem esperar pelo caos ou pela redenção.

Mas o facto de marcarem a agenda política é sinal de que o pântano (finalmente!) se agita. Coincidência ou não, já há quem fale na necessidade dum “sobressalto cívico faça despertar os portugueses para a necessidade de uma sociedade civil forte, mais autónoma dos poderes públicos“.

 

 

paradoxo assumido

Sei, sem sombra de dúvida, que a Primavera só começa quando o cuco cantar.

E, contudo, para mim a Primavera começa a 1 de Março. Que é hoje. Mesmo sem o cuco anunciar.

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: