novidades e outras coisas

Curioso como as atenções duns e de outros se podem dividir: há quem valorize a alegada descoberta da Arca de Noé, construída nas vésperas, et pour cause, do Dilúvio que afogou o Mundo e há quem se comova por haver documentação visual dos comportamentos manifestados por chimpazés perante a morte dum seu semelhante. Reconheço que sou dos que se comovem: para quem cresceu e viveu com cães e gatos, não há nada que espantar com a tristeza num animal. Aristóteles definia o Homem como o animal que ri, mas no sec.IV a.C a televisão não passava os excelentes documentários sobre a vida selvagem que temos o privilégio de ver.

Ao contrário de certos pontos de vista, a animalidade dos comportamentos humanos me tranquiliza e dá um sentido de identidade. Suponho que isso tem a ver com a empatia, não é por acaso que se diz que “um olhar vale por mil palavras”.

Se calhar, pela mesma ordem de ideias, “os humanos fariam bem em evitar qualquer contacto com extraterrestres, defende o físico britânico Stephen Hawking”(in Publico): podem ser demasiado parecidos por força da mesma necessidade em explorar escassos, mas vitais, recursos espalhados ao acaso pelo Universo.

Ora, prosseguindo eu o raciocínio, também se interessarão por desportos competitivos e por rituais tipo Queima das Fitas? Há quem pense que não: “our appreciation of art and music is very much tied to our cognitive architecture. There’s no particular reason why some other intelligent species will share these aesthetic values. The general theory of relativity is impressive and will surely be understood by them. But if we send a Picasso or a Mona Lisa? They wouldn’t care ” (Paul Davies in The Guardian). Para Paul Davies a conversa será basicamente matemática e astronomia, talvez alguma biologia.

Lá está: a tal coisa da empatia. Eu também me sinto um extraterrestre quando chegam pop-stars e o país se rende a questões tão detalhadas como esta: “Para a missa no Porto foram criados 60 conjuntos formados por casulas e estolas (faixas longas e estreitas) para os bispos, bem como 500 estolas com uma face vermelha e outra branca” (in Publico).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: