novidades e outras coisas

…pero que los hay, los hay

Nada mais ridículo do que estes abaixo-assinados de textos comprimidos de modo a caberem contraditórias sensibilidades, para no fim ficarem todos a discutir o sexo dos anjos e, no caso, a virgindade da Revolução.

Choca-me particularmente este post de Luis Rainha (de quem aprecio o tom e o conteúdo da generalidade dos seus textos) pelas nuances exemplares: “mostrar aos torcionários em Cuba (que los hay)” e “lançar a mais dura das acusações: a do amigo indignado”. Há um despotismo iluminado sempre sedutor, apesar das barbaridades regularmente cometidas pelos esbirros do regime…

A propósito da mãe de Orlando Tamayo, ocorre-me citar este senhor: 

(…) cuyo hijo ha sido injustamente condenado a dos cadenas perpetuas y 15 años de prisión aislada y cruel y en una cárcel de alta seguridad. ¿Qué dolor más duro podía existir para ella que la injusta prisión perpetua de su hijo por delitos que nunca cometió?

No es posible depositar sobre su féretro una flor sin denunciar, una vez más, el repugnante cinismo del imperio. (retirado daqui)

O mesmo senhor que assina por baixo esta frase lapidar: 

la tortura es un acto cobarde y vergonzoso que no puede ser jamás justificado.

Fidel Castro Ruz
Mayo 27 de 2009
(retirado dali)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: