novidades e outras coisas

dinamite cerebral

 Fazem-me falta aqueles programas de rádio de décadas atrás, geralmente à noite e sábados de manhã, em que haviam autores com nome e com prazer em partilhar seus gostos e saberes. Com eles aprendi alguma coisa sobre música norte-americana, brasileira e outras. Também na TV haviam documentários temáticos, debates e programas de autor, onde havia tempo para formular pontos de vista, teses, contraditórios, etc. Provavelmente foram desaparecendo por serem “chatos”, não terem audiência, ficarem caros e faltar-lhes “actualidade”, “dinamismo”. Dos jornais podia dizer a mesma coisa (saudades do tempo da Revista do Expresso dos anos 70-80, do Público dos primeiros anos…).

Na Antena 2 ainda vou ouvindo alguns programas temáticos, muitas vezes sobre assuntos e autores que me são completamente desconhecidos, para meu grande benefício pessoal. E tem Jazz apresentado e comentado por quem sabe e gosta. Na TV alguns espaços de debate são puro tempo perdido por diversas razões, seja pelo formato, seja pelos comentadores  serem “residentes” com um discurso previsível, seja por representarem uma corrente de opinião partidária. Nos jornais, ainda vão aparecendo colunas de opinião interessantes. Provavelmente, muita coisa boa haverá sem grande projeção e que me escapa.

O que não me escapou foi o “Ponto/Contraponto” do José Pacheco Pereira na Sic. Sendo quem é e a solo, só podia ficar na expectativa do que poderia sair dali. E o que tenho visto confirma o prometido pelo próprio JPP: um programa sobre as suas opiniões a propósito dos media portugueses e o modo como estes produzem notícias. Para quem acompanhe o Abrupto, a abordagem é familiar. A diferença está no próprio media com tudo o que isso implica.

Talvez se possa dizer que é um formato “pobrezinho” para televisão, mas só por si faz justiça ao mote “boa dinamite cerebral”: pôr um senhor conhecido, com um percurso político activo e partidário, há vários anos escrevendo em jornais, participando em debates nas tv’s, autor dum blogue de grande audiência, execrado publicamente por muita gente, a falar 15 minutos sobre o modo como jornais e televisões lidam com os factos e produzem notícias, é uma provocação ao políticamente correcto.

O seu estilo não é bombástico, suas críticas são duras e explícitas (quer dizer: nomeia, cita e ilustra os visados…os quais não são pessoas, mas os próprios media e, obviamente, quem produz as notícias) e o tema não é política/sociedade/cultura, etc, mas simplesmente as “notícias”. Imagino como deva ser irritante para quem trabalha na área da comunicação social ter alguém com este estilo e esta abordagem a dedicar-lhe semanalmente 15 minutos de crítica. Mas é largamente compensador para quem siga o programa: faz-nos pensar, reflectir e olhar de modo diferente para os títulos de jornal ou para o alinhamento noticioso nas televisões. Estará JPP a aplicar algo de novo? Na verdade, outros já o fazem. Mas na Televisão?

Curiosamente, como o próprio JPP se refere, as críticas ao programa são imensas. Por ser ele. Por ele tratar dos assuntos à sua maneira. Por não haver contraditório. Mas a dinamite cerebral também passa por isto: por se deixar arrebentar opiniões parciais (não necessariamente falsas, sectárias ou motivadas por outros interesses que os explicitados) e assistir ao espectáculo pavoroso dos que se sentem atingidos na carne e no ego.

Venham mais programas assim para arrebentar com o estado de bovinidade geral!

 

Ponto/ Contraponto é um programa de opinião.(JPP)

Ponto/ Contraponto é um programa de opinião.(JPP)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: