novidades e outras coisas

Archive for Novembro, 2008

nas Astúrias

porque aqui a conservação e respeito pela Natureza não constituem apenas uma obrigação legal mas antes um desígnio de toda a sociedade…(in Fauna Ibérica)

“what I call visionary realism”

The job of commentary – not the only job, but one of several – is to lift policymakers’ eyes above the Urgent in-tray on their desks, towards larger goals that are difficult, but not impossible, to achieve.(Timothy Garton Ash)

um murro no estômago

Timor não é um Estado falhado. É pior. Falhou o projecto nacional idealizado há uma década

Timor é um país rico atolado na indigência, onde os líderes se insultam por causa de orçamentos que ninguém tem sequer unhas para gastar

A “estabilidade” actual é comprada com um Natal todos os dias. Tudo é subsidiado, desde o arroz ao combustível, com uma chuva de benesses e compensações a um leque impensável de clientelas e capelas. A sociedade civil, digamos, é uma soma de grupos de pressão que recebem na mesma moeda em que ameaçam com incêndios e pedradas, desde os deslocados aos peticionários ou aos estudantes.

Perdidos da gramática e do vocabulário, uma geração de timorenses chegou à idade adulta e ao mercado de trabalho sem muitas vezes conhecer conceitos como a lei da gravidade, o fuso horário ou as formas geométricas, apenas para dar exemplos fáceis.

Tudo ainda não aconteceu“, avisava um “espírito” antepassado, pela voz de uma menina de Ermera, no Natal ainda inocente de 2005. (Pedro Rosa Mendes in Publico)

no macio de si

A vida é ingrata no macio de si; mas transtraz a esperança mesmo do meio do fel do desespero. Ao que, este mundo é muito misturado…(in Grande Sertão:Veredas)

piratas

Um dos sinais típicos de se estar bem avançado na idade é quando começamos a olhar “para trás” de modo nostálgico. Por exemplo: antigamente, nos tempos da Guerra Fria, a ONU era tão irrelevante como hoje, porém haviam duas superpotências que punham ordem nas suas áreas de influência e, sempre que algo de errado ou de muito mau acontecia numa dessas áreas, só podia ser por acção da superpotência contrária (geralmente por interposto títere).

pirata

Como a Guerra Fria acabou e a pax americana não vingou, tem aumentado extraordinariamente a capacidade de regiões remotas, pobres e ignoradas do mundo se tornarem factores de destabilização à escala mundial, promovendo o terrorismo, a chantagem nuclear, os tráficos de drogas-armas-pessoas. Por pudor ou marketing, essas acções são justificadas pelos discursos nacionalistas, religiosos e/ou “terceiro-mundistas” que lhe emprestam a dignidade possível para um infindável bruaah! mediático, ONUsiano inclusivé.

Consoante a sua irupção no mosaico geopolítico, as grandes potências de outrora, as grandes potências emergentes, as potências regionais e a grande- potência-apesar-de-tudo, lá se organizam de modo a tentarem ganhar/não-perder terreno e anularem os avanços dos adversários, alimentando ou combatendo as borbulhas de instabilidade.

(mais…)

a colonização do Interior

No País West Coast da Europa, o interior é apenas uma enorme fronteira até Espanha como se o risco fosse dessa largura (in Avenida Central)

Transparecendo que o Programa foi linearmente determinado pelo lucro mais imediato – assim é que faz tábua rasa dos valores a sacrificar, seja a nível do património histórico e natural, da paisagem e dos ecossistemas ribeirinhos, do valor multidimensional da água, num processo desenfreado e impenitente –, que desembocará na completa implosão do vale e na artificialização da bacia do Tâmega, pervertendo toda a ordem sistémica e as condições ambientais de suporte natural de vida ( in Petição Anti-Barragem-ler e subscrever aqui)

FECHADO PARA OBRAS

meanwhile, in another part of the world…

[at the Church of the Holy Sepulchre, the traditional site of Christ’s crucifixion] rival monks threw punches and anything they could lay their hands on (in BBC)

ressureicao

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: