novidades e outras coisas

Archive for Setembro, 2008

hubris followed by nemesis

It is we who like and admire the US who should, by rights, be burning effigies. But now, at last, we live in hope of a better America (Timothy Garton Ash)

geografia física e humana

 …Mas o Porto tem, a duas horas de distância, seis milhões de habitantes (João Marrana)

A geopolítica tem características bem nefastas, atormentando ao longo de séculos e milénios a vivência dos povos. Mas também pode ser o contrário disto: há povos que se separam por contigências políticas e históricas, apesar da língua, da cultura e dos laços familiares; nestes casos, o determinismo geográfico acaba por ser uma permanente promessa dum futuro melhor. Haja capacidade para ultrapassar a inércia da geografia política com o dinamismo da geografia humana.

paseíños pola ría

Non me olvides queridiña
se morro de soidás (in Selva de Esmelle)

eses que din que o galego é lingua de pobres, de marulos e de xente ignorante

Porque estaba eu alí, de pé, no Vitrasa, camiño do Corte Inglés e, aburrido por non poder ler, pois non ía sentado e podía marearme ( eu sempre leo no bus ), déuseme por ler o cartel que está ao carón do señor condutor. (in A Canción dO Náufrago)

it takes two to…

It has become the basis of our throw away society – an apparently infinite Aladdin’s cave of goodies; the answer to the dreams of the world’s shopaholics. O reverso da medalha está à vista, o verso do reverso pode ser o desejável: a imposição de regras e de fiscalização, à semelhança de tantos outros países. E não deixa de ser trágica a ironia deste escândalo arrebentar semanas depois da apoteose olimpica. Mas mais trágica e irónica, é a conjugação dos dois extremos do capitalismo selvagem: na China, como nos Estados Unidos. A model that looks appealing in part because assets are not valued at market prices ought to ring alarm bells

“It was all done in the name of innovation…”

The banks reject any suggestion they should face regulation, rebuff any move towards anti-trust measures – yet when trouble strikes, all of a sudden they demand state intervention: they must be bailed out; they are too big, too important to be allowed to fail. (Joseph E Stiglitz )

the great gig in the sky

clicar AQUI

Richard Wright, também um dos responsáveis por me ter tornado no que sou.

mas que fiz eu para merecer isto?

Neste tempo de crise económica e falência de grandes bancos, os jornais bem gritam o pânico e o horror da coisa mas sigo indiferente, dobro a esquina da rua sem pressa, logo dou comigo com mais que pensar.

(mais…)

o medo do escuro

A dúvida é o buraquinho no conhecimento (in Que Treta!)

“lamento desmentir…”

Portanto, é preciso outra explicação. Eu dou-a de graça: a melhoria de resultados existe porque os dados foram propositada e antecipadamente falsificados por provas demasiado fáceis, realizadas com o propósito de conseguir estas belas estatísticas. Ambos o sabemos. Todos o sabemos. (in A Origem das Espécies)

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: